Comunidade Nossa Senhora das Graças inicia festa da padroeira

A Comunidade Nossa Senhora das Graças no conjunto Presidente Médici  e que pertence a Paróquia de Nossa Senhora da Assunção, no bairro do Grotão, em João Pessoa, iniciou nesta terça-feira (6) a festa da sua padroeira.
De acordo com a programação, a festa teve início por volta das 19h10 quando saiu a procissão com a imagem da santa da casa de dona Nilza com destino a Igreja aonde aconteceu a abertura com missa solene celebrada pelo Padre Severino Barbalho, responsável a Paróquia de Assunção.
Durante os dias seguintes acontecerão missas todas as noites, sempre a partir das 19h30 com a participação dos notários, convidados e da comunidade em geral. A festa será encerrada no domingo, 11, com a procissão de Nossa Senhora das Graças saindo às 17 horas da Assunção no Grotão em direção à comunidade Nossa Senhora das Graças aonde acontecerá a missa solene. Todas as noites, ao final da celebração, haverá quermesse com a venda de comidas.
Para o padre Severino Ramos Barbalho celebrar a festa de Nossa Senhora das Graças é celebrar o momento da medalha milagrosa e que o povo de Deus traz essa veneração vivida pela sua graça, pela sua fé, os testemunhos. ” Nossa comunidade anualmente celebra esse momento de fervor com a fé que o povo leva um ao outro, essa vida castíssima de Maria, por isso que Nossa Senhora das Graças também é muito venerada na Europa, essa senhora que veio do senhor, o senhor que também está junto a ela. Temos que dizer ‘Demos graças a deus por ter Maria como mulher agraciada por Deus, a mulher que recebe de Deus as graças e a luzes'”, comentou o padre.
” E a nossa comunidade do conjunto presidente Médici, tem a honra de receber famílias e todo ano celebrar essa festa tão importante que também nasce no cenáculo, um cenáculo que se faz presente nas famílias, um cenáculo que a palavra de Deus está ali como luz que é luz e vida para transformar famílias, viver o momento da família. São esses momentos que a nossa comunidade de Nossa Senhora das Graças quer passar do dia 6 ao dia 11, fazendo com que as famílias tomem parte desta bonita evangelização. Tudo por Jesus e nada sem Maria”, destacou o sacerdote.
Assessoria