Maternidade Frei Damião realiza Monitoramento e Avaliação do Projeto AcolheSUS

14/06/19

A Maternidade Frei Damião, que integra a rede hospitalar do Estado da Paraíba, está realizando deste ontem à tarde  um Monitoramento e Avaliação do Projeto AcolheSUS. A maternidade Frei Damião foi pioneira no Brasil com a implantação desse projeto.  O evento acontece até esta sexta-feira (14) e está sendo coordenador pela consultora técnica do Programa Nacional de Humanização (PNH) do Ministério da Saúde, Danyelle Cavalcante e Gisela Cardoso Pesquisadora da Fiocruz.
Ao fazer uma avaliação do   AcolheSUS,  Danyelle Cavalcante afirmou que a maternidade Frei Damião já cumpriu 80% das 20 ações do plano  o que,  segundo ela,  já representa um avanço muito grande e é um resultado considerado muito satisfatório.
A pesquisadora da Fiocruz, Gisela Cardoso explicou que a participação Fundação foi dar apoio na elaboração do plano de ações dentro do Programa Nacional de Humanização. Ela explicou que após essa avaliação será feito um relatório informando sobre os avanços, falhas e dificuldades “ para sejam corrigidas.
“Após dois meses de implantação desse projeto, podemos observar melhorias significativas na qualidade e segurança da assistência prestada, na interação entre os profissionais, na rotatividade de leitos, aumentando o número de internações, reduzindo a média de permanência, aprimorando os processos do cuidado”, comentou a diretora geral da maternidade Selda Gomes de Sousa.
Ela explicou que oferecer um atendimento digno e humanizado, qualificar os profissionais e garantir o acesso aos usuários tem sido a bandeira de luta constante da unidade de saúde “ e o Projeto AcolheSUS vem somar ideia e ideais na construção de uma nova Maternidade Frei Damião. Hoje temos a condição técnica de discutir e implantar a Linha de Cuidado de Gestação de Alto Risco, o Núcleo Interno de Regulação e Equipe de Referência”, comentou a diretora.
“ Já avançamos bastante e estamos preparando a equipe da Maternidade para fazer parte do primeiro hospital público do Estado em referência à saúde da mulher”, disse Selda.  O projeto desse hospital já está em fase de conclusão e deverá ser construindo ainda na gestão do governador João Azevedo.
 “ Serão mais de 200 leitos, um centro de imagem de tecnologia de ponta, UTI e Centro de Parto Normal e é nesse sentido que seguimos a passos largos, nos preparando para o grande dia, o dia em que nós mulheres teremos nosso hospital, e a equipe com toda certeza estará pronta para cuidar de quem precisa”, afirmou Selda Gomes.
A equipe compõem o  AcolheSUS na Frei Damião é  composta por médicos (obstetra e pediatra), enfermeiro, fisioterapeuta, psicólogo e assistente social. No entanto, as outras categorias multiprofissionais da instituição participam como apoio matricial, de acordo com as necessidades apresentadas pelas pacientes que serão visitadas.
Saiba mais sobre o projeto – O Projeto AcolheSUS – Qualificação das práticas de cuidado a partir das portas de entrada do SUS com base na Política Nacional de Humanização foi instituído como estratégia para a criação de laboratórios de experimentação das diretrizes e dispositivos da Política Nacional de Humanização (PNH), visando à qualificação do modelo de gestão e atenção dos serviços e melhoria ao acesso do usuário com qualidade e resolutividade.
O Projeto AcolheSUS trabalha com as diretrizes: Acolhimento, Ambiência, Gestão e Organização do Cuidado e Qualificação profissional, promovendo através do método da Política Nacional de Humanização, movimentos de intervenção capazes de modificar os modos de produção de saúde nos territórios, trazendo em si os objetivos almejados com a humanização no cuidado em saúde, configurando a base para orientar planejamento de ações estratégicas, a partir de um plano de trabalho com acompanhamento de indicadores de Atenção à Saúde junto ao monitoramento e avaliação.
Secom\PB