Qual o futuro do Minha Casa, Minha Vida? O Tambaú Imóveis deste sábado responde

Na semana em que o governo federal evitou a interrupção do Programa Minha Casa Minha Vida através da liberação de R$ 800 milhões, o Tambaú Imóveis deste sábado (4) discute alternativas para o seu futuro, a exemplo do aumento do teto para 100% do valor avaliado do imóvel.

Em estúdio, os empresários Henrique Holanda e Riccelly Lacerda avaliarão a possibilidade de criação de uma linha de crédito vinculada ao MCMV para atender aos pequenos construtores e se é possível manter o Programa com o elevado número de pessoas desempregadas e com subempregos.

Ambos também falarão do objetivo da criação da Associação da Construção Civil Leve da Paraíba e sobre os principais problemas que os pequenos construtores enfrentam no apoio à produção e na liberação do financiamento imobiliário, bem como a nova entidade pode orientar àqueles empresários que constroem com recursos próprios e às vezes não conseguem financiamento nos bancos dos imóveis prontos.

“O Tambaú Imóveis guarda profunda identidade com a cadeia produtiva do mercado imobiliário e da construção civil e nesse contexto, semanalmente traz temas de interesse do setor e do seu público consumidor, a exemplo da crise pela qual atravessa o MCMV”, afirmou o jornalista e apresentador Rômulo Soares.

Participação pelo WhatsApp:

O Tambaú Imóveis, que conta com apoio do Sistema Cofeci e construtoras N Holanda, Massai, Tropical, Delta e MRV Engenharia e Luxor Imobiliária, traz, além de entrevistas, muitas informações e quadros como o Giro de Ofertas, que reúne os melhores imóveis das principais construtoras e imobiliárias do estado.

Outro ponto alto do programa, que vai ao ar às 9h15 pela TV Tambaú, Canal 5.1 e pelo site wwws.portalt5.com.br é o Quadro Momento Imobiliário, apresentado pelo jornalista Carlos Kleina.

Os telespectadores podem interagir e fazer perguntas ao vivo por meio do número (83) 99854-2857 (WhatsApp).