Universidade corporativa e fiscalização eletrônica são destaque em propostas na eleição do Creci-PB

A eleição para a nova composição do Conselho Pleno do Creci-PB para o triênio 2019/2021 ocorrerá nesta quinta-feira (10) com apenas uma Chapa (1), cuja composição traduz mais do que renovação de ideias e propostas, o sentido de união e aprovação pela categoria à atual administração, que tem investido forte na educação continuada e exercício ilegal da profissão.

As propostas da Chapa 1 destacam-se pelo arrojo e modernidade, a exemplo da TV Creci, que fortalecerá ainda mais a comunicação do Órgão com os corretores de imóveis e a sociedade e do Creci-PB Digital, que implicará, além do respeito ao meio ambiente, na redução de gastos com cópias e de espaço físico para arquivo, praticidade no manuseio, rápida localização, organização, preservação e universalização de acesso.

Universidade corporativa

Sensível à necessidade de evolução acadêmica e desenvolvimento profissional, a Chapa 1 pretende implementar a Universidade corporativa, que intensificará nos modos presencial e ensino a distância, a atualização de conhecimentos e aprendizado – sempre necessária na vida do corretor de imóveis nesse mundo globalizado e cada vez mais competitivo – já proporcionada pelo programa de educação continuada Educacreci.

A fiscalização eletrônica, por sua vez permitirá uma análise mais criteriosa em relação aos documentos disponibilizados por profissionais e organizações contábeis, proporcionará um maior alcance no número de profissionais a ser fiscalizado em todo o estado, maior produtividade de trabalho com menor custo, e análise mais criteriosa da documentação apresentada.

Outras propostas, como a ouvidoria on line, expansão de delegacias, delegados de bairro, expansão de convênios, evolução de ações sociais e bureau jurídico, nem como a relação com fotos dos 54 candidatos podem ser conferidas na íntegra no sitewww.votacreci.com.br.

Regras eleitorais

A eleição se dará através da internet, por meio do link www.votacreci.com.br e para facilitar a votação dos corretores, também nos Postos Eleitorais nas Delegacias existentes em Campina Grande, Patos, Cajazeiras, Conde, Santa Rita e na unidade móvel que ficará sediada na Praça Dr. Lima e Moura, no centro da cidade de Guarabira.

O voto é obrigatório e àqueles que deixarem de fazê-lo estarão sujeitos à multa no valor equivalente ao de uma anuidade do ano da realização da eleição, corrigida até o dia do efetivo pagamento. A multa também será aplicada aos inscritos que deixarem de votar sem causa justificada. O voto é facultativo apenas àqueles profissionais inscritos que até a data da realização da eleição (inclusive) tenham completado 70 anos de idade.